Zero Hora – Bem-estar


Zero Hora

Pilates atrai cada vez mais o público masculino

Homens procuram a técnica e acabam com estigma de que atividade é direcionada a mulheres e idosos

O pilates, desenvolvido por Joseh Pilates há 90 anos, chegou ao Brasil cativando um extenso público, principalmente o feminino. Contudo, atualmente, os homens já representam a metade do público interessado na técnica e estão cada vez mais presentes nas aulas com o objetivo de fortalecer a musculatura, prevenir lesões e ajudar na prática de outros esportes.

Para o coordenador técnico e fisioterapeuta da Metacorpus Studio Pilates, Rodrigo Nascimento, o tabu inicial de exercício para mulheres está mudando.

— Com certeza houve um aumento da procura do Pilates, principalmente pelos homens na faixa dos 30 anos em diante — revela.

Para ele, é preciso acabar com este estigma de que a atividade seria voltada para mulheres e idosos. Curiosamente, logo que foi criado, o pilates era praticado apenas por homens, por isso, Rodrigo afirma que o pilates pode ser utilizado para exercícios tipicamente masculinos e ajuda a enrijecer músculos, objetivo maior deste público.

— Ficou um conceito de que Pilates não gera hipertrofia e que a musculação traria muito mais músculos, mas na verdade isto não depende da mola ou dos aparelhos e, sim, da forma certa de trabalhar para alcançar esse objetivo com o método. Na musculação o indivíduo pode comparecer até sete vezes na semana e alternar os segmentos do corpo, já o pilates geralmente as pessoas só fazem duas vezes por semana. Se houver adequação, os resultados podem ser otimizados — enfatiza.

Para otimizar as aulas masculinas, os exercícios devem visar mais o quadrante superior e atividades que desafiam a força e a resistência muscular. E os exercícios realizados não diferem do repertório já existente, mas contam com mudanças de alavancas e de amplitude que intensificam bastante o trabalho.

Aos praticantes de esportes, os benefícios do pilates são trabalhos para gerar o chamado “equilíbrio muscular”.

— Os trabalhos específicos podem acabar gerando lesões por esforço repetitivo e as famosas tendinites, logo é necessário um complemento — argumenta o fisioterapeuta.

Rodrigo afirma que o pilates é positivo para todos os esportes, como natação, vôlei, futebol, pois estas atividades necessitam de alongamento, mobilização e força abdominal, pois melhora o que ele e outros especialistas da área chamam de “consciência corporal”.

»
«

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>