Pequenas Empresas Grandes Negócios


Pequenas Empresas Grandes Negócios

Como realizar o seu sonho de negócio

Pousada, restaurante, confecção e atividades de bem-estar. 60% dos empreendedores brasileiros investem em uma dessas áreas. Para ter sucesso, preste atenção nas histórias e conselhos de quem acertou – e errou
Por Elisa Corrêa

O casal Ciro e Ana Rosa alimentou durante 22 anos o desejo de abandonar a vida infernal em São Paulo para abrir uma pousada bucólica no campo. Gastaram tempo e dinheiro se preparando e , há cinco anos, resolveram arriscas. Deu certo. Hoje vivem em uma área de preservação ambiental em Cunha, no interior paulista, e, apesar do trabalho exaustivo, sentem-se realizados. Martha e Luiz Fernando não tiveram a mesma sorte. Após um assalto, tomaram de impulso a decisão de comprar uma pequena pousada no litoral catarinense. Nem no Carnaval conseguiram lucrar. Colocaram a placa “vende-se” e, em menos de um ano, voltaram para Porto Alegre. A maioria dos brasileiros sonha em ter uma pousada, um restaurante, ou negócios na área de confecção e bem-estar. Segundo pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), 60% dos novos negócios abertos no país são nessas áreas. Não significa que todos serão bem-sucedidos. O índice de mortalidade das empresas nacionais é altíssimo, de 62% até os cinco anos de operação, de acordo com o Sebrae. “As pessoas investem em atividades aparentemente factíveis, gostosas e em que não existem barreiras de entrada. E, por isso mesmo, têm grande chance de dar errado”, afirma Tales Andreassi, coordenador do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Para um final feliz, é imprescindível conhecer a fundo o ramo. Pequenas Empresas&Grandes Negócios preparou uma reportagem especial com conselhos e histórias de quem acertou e errou a mão nos quatro setores mais procurados pelos empreendedores. Porque acordar é preciso.

Conselhos de Mestres
Empresários bem-sucedidos dão dicas aos iniciantes

“Investimos em marketing desde o início, mesmo quando nosso orçamento era pequeno, e em ações na internet, como ferramentas de busca e comunidades no orkut”.

“Acho que, para quem está começando, o mais importante é oferecer produtos e serviços de qualidade. E ter coragem para arriscar e percepção do que pode minimizar os riscos”.

“Cada vez mais as pessoas estão buscando atividades alternativas, principalmente as que trabalham corpo e mente e querem fugir do tradicional ambiente de academia: procuram ambientes diferenciados e um atendimento personalizado”.

Sérgio Machado, sócio da Metacorpus Studio Pilates.

»
«

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>