Jornal O DIA- Piauí


O DIA - PI

Saúde e boa forma através do método pilates
Um método que, entre outras dezenas de benefícios, corrige má postura e trata dores nas costas, está ganhando espaço nas academias e clínicas de fisioterapia de Teresina. É o Pilates, criado na década de 20 pelo alemão Joseph Pilates. Ele foi desenvolvido a partir de seis princípios: centro de força (abdômen), concentração, controle, precisão, respiração e fluidez de movimento. Todos esses princípios garantem ao método uma dinâmica pouco encontrada em outras técnicas. Para a mente, a atividade estimula a concentração e o equilíbrio. Para músculos e articulações, dá força e flexibilidade. Para a coluna, melhora a postura e evita lesões. “Há quem diga que ele faz milagres”, declara o fisioterapeuta Jaison da Costa Aguiar, que trabalha com pilates há dois anos em clínica fisioterápica. O público-alvo deste método, segundo Aguiar, é bastante diversificado. Algumas pessoas substituem outras atividades físicas por sessões de pilates, já que os exercícios garantem bemestar, condicionamento físico, flexibilidade e definição de músculos. Outras procuram fazer pilates por indicações médicas, para corrigir problemas na coluna ou para aliviar dores, entre elas a lombalgia, que afeta 80% da população adulta no Brasil, sendo um dos principais motivos de aposentadoria precoce, segundo dados da Previdência Social. Os resultados são percebidos rapidamente, como informa o fisioterapeuta. E o melhor de tudo é que em um estúdio de pilates, podem ser realizados milhares de exercícios, possibilitando sessões diferenciadas. A psicopedagoga Lenara Maria Guerra, 30 anos, optou pelo método pilates para fugir das repetições que os exercícios de academia proporcionam. “Não sou adepta à academia, porque a gente faz a mesma coisa todos os dias. Eu me identifiquei com o pilates porque ele trabalha postura, alongamento, condicionamento e enrijecimento. A minha elasticidade melhorou 100% com apenas dois meses de atividade. Estou me sentindo uma verdadeira ‘mulher elástica’”, conta, sorrindo. Manoel Pires, 48 anos, recomenda o método. Ele começou a praticá-lo por indicações médicas, após diagnosticar uma hérnia de disco e complicações na coluna. “Faço pilates há três meses, e quando faço as dores são aliviadas. Foi a única coisa que me deu esse resultado até agora”. Além de amenizar seu problema de saúde, os exercícios ajudam Manoel a relaxar, graças ao trabalho de respiração e do equilíbrio entre corpo e mente. O empresário Demóstenes Ribeiro adotou o pilates em sua academia porque percebeu que o método seria bem aceito entre o público, e não se decepcionou. “O que faz com que as pessoas abandonem as academias é a rotina. Com o pilates não existe rotina. Todos os dias, os exercícios podem ser diferentes”, diz. Os exercícios, considerados inteligentes, tonificam e alongam as articulações, fortalecem os músculos, aumentam a flexibilidade, corrigem a postura, combatem o estresse e a ansiedade, melhoram a capacidade de respiração e são eficientes no tratamento de lesões e alívio das dores. Tem sido uma modalidade física bastante indicada para prevenir e tratar problemas da coluna vertebral, pois permite aos praticantes realizar suas atividades diárias, com perfeição. O pilates é recomendável no tratamento de diversas patologias, incluindo correção da má postura, sedentarismo, estresse e outros problemas de coluna, devido, principalmente, ao baixo impacto dos exercícios nas articulações.

Má postura causa até “barriguinha”
A má postura é a principal causa de dores nas costas e de problemas mais graves como artroses, cardiopatias e hérnias de disco. Nas mulheres portadoras de hiperlordose lombar, o abdômen acaba por se projetar para frente, originando a indesejável barriguinha, por exemplo. Ficar em pé por muito tempo causa alterações na extensão da coluna. Pessoas com músculos abdominais fracos e um abdômen protuberante constituem o maior grupo de risco. A escoliose, por exemplo, é caracterizada pelo desvio da coluna vertebral para a esquerda ou para a direita, o conhecido formato em “S”, que provoca um ombro mais alto que o outro. Manter uma boa posição ao andar, sentar, dormir, dirigir e praticar exercícios físicos são indicações para garantir não só uma perfeita silhueta, mas, principalmente, qualidade de vida. A fisioterapeuta Ilana Rodrigues, que trabalha com pilates na Academia Demóstenes Ribeiro, lembra que o método alcança bons resultados no tratamento da postura. Mas não se resume a isso, já que os exercícios são globais, ou seja, envolvem todo o corpo. Outro ponto positivo desses exercícios é o acompanhamento do profissional em tempo integral. Em um estúdio, Ilana Rodrigues orienta no máximo três pessoas, evitando erros e, conseqüentemente, prejuízos ao corpo. “A gente se preocupa com a qualidade do exercício”, afirma.

Teresina recebe curso de formação em pilates
Os profissionais de Educação Física e Fisioterapia de Teresina poderão ter acesso a um curso de formação em pilates neste mês de outubro, que será realizado pela empresa carioca Metacorpus Studio Pilates, atuante no ramo desde 2002. Dividido em dois módulos (o primeiro nos dias 10, 11 e 12; e o segundo nos dias 17, 18 e 19), o curso “Pilates: uma visão atual na área de saúde” será realizado no Núcleo Integrado de Fisioterapia (NIF), que se localiza na avenida Joaquim Ribeiro, 1538. Para mais informações, os interessados devem ligar para 0800-2826051 ou fazer contato pelo e-mail metacorpus@metacorpus.com.br. Os alunos formados no curso recebem consultoria grátis para montar o próprio estúdio e descontos na compra dos aparelhos. O fisioterapeuta Michel Salgado, sócio-diretor da Metacorpus, afirma que o objetivo do curso é formar profissionais para um mercado que alia estética e saúde. “Este é o diferencial do pilates, é como uma musculação somada à reabilitação”, defende. O público-alvo do exercício, segundo ele, é bastante diversificado. Adolescentes a partir de 13 anos podem substituir outros exercícios físicos pelo pilates. No entanto, as mulheres com idade média de 35 anos são as que mais o procuram. Michel Salgado orienta que os exercícios com pilates devem ser praticados continuamente, de duas três vezes por semana. “O pilates é o melhor método para se tratar dores na coluna. Além disso, melhora o tônus muscular, a postura, e define braços e pernas. Enfim, alia estética à saúde”, afirma.

»
«

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>