Correio do Povo- Porto Alegre – RS


Meio Norte

Uma ajuda na hora do sexo
Além dos benefícios para a postura e enrijecimento da região abdominal, a prática do pilates pode ajudar, e muito, também na relação sexual. O método criado por Joseph Pilates na década de 20 oferece exercícios que melhoram a flexibilidade, a postura, a respiração, a coordenação e fortalece os diferentes grupos de músculos, como o períneo e adutores (parte interna da coxa), os mais usados nas posições sexuais.

Além disso, o pilates ajuda a liberar serotonina, hormônio associado ao humor e ao prazer, o que diminui o estresse, uma das principais causas do sexo ruim. “Também propicia a sensação de prazer e bem-estar. A serotonina contribui para deixar a pessoa mais sensível aos estímulos sexuais”, explica Michel Salgado, fisioterapeuta e sócio-diretor da Metacorpus Studio Pilates, localizada no Rio de Janeiro.

Os movimentos melhoram a mobilidade pélvica e do quadril e o aumento do alongamento muscular. Salgado diz que já teve pacientes que relatavam dor lombar durante o ato sexual, que melhoraram com o fortalecimento abdominal e alongamento dos músculos da coluna. Outro ponto positivo é a manutenção da isometria (contração sem movimento) por tempo prolongado, o que favorece a musculatura a se manter em um postura por um tempo mais prolongado, retardando assim, a fadiga muscular. Há certas posições sexuais que exigem sustentabilidade dos músculos abdominais e dos braços, tanto para as mulheres, quanto para os homens. A força proporcionada pelos exercícios do pilates evita, inclusive, as dores no dia seguinte. Mas o assunto não para por aí. Quando o assunto é saúde, o sexo prazeroso fica lado a lado com a prática regular de exercício e alimentação equilibrada, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Entre os fatores naturais que contribuem para a flacidez da região pélvica da mulher estão o envelhecimento, o peso carregado durante a gestação e a imensa dilatação causada pelo trabalho de parto. A contração e exercícios voltados ao assoalho pélvico podem (e devem) ser exercitados, sempre que possível, para se tornarem mais firmes e fortes quando contraídos. Os exercícios ainda ajudam a melhorar a circulação sanguínea, provocando um prazer mais intenso para o casal. Vale lembrar que a prática de pilates ou de qualquer outra atividade física sempre deve estar associada a uma alimentação saudável.

Idosos
O pilates é um método de recondicionamento físico especialmente indicado para idosos. Segundo os especialistas da área, pessoas com idade superior a 60 anos devem fazer diversos exercícios seguros e que ofereçam, como resultados, a sua autonomia para que eles consigam se deslocar sem ajuda, para tomar banho e subir escadas, por exemplo. O método pilates é o mais indicado, também, porque ajuda a estimular as diversas faculdades mentais. As que mais se destacam são a memória, a imaginação e inteligência.

Crianças
Um dos sonhos de Joseph Pilates era que o método que ele criou não fosse nunca elitizado, porém praticado nas escolas por todas as crianças, para que elas, desde bem cedo, adquirissem o conhecimento e a consciência do próprio corpo e assim crescessem fortes, flexíveis, livres de dores e desequilíbrios desnecessários. Como o sistema criado por Pilates busca, como objetivo fundamental, o alinhamento corporal, é capaz de prevenir diversos problemas de coluna que podem ser causados na infância e na adolescência.

»
«

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *