Pilates no pós-operatório de prótese nos seios


Logo após o período destinado ao pós-operatório, as mulheres que implantaram próteses mamárias de silicone, principalmente as com mais de 300 ml, devem se reeducar diante da nova relação envolvendo o pós-cirúrgico, a prótese e a posturacorporal.
O desconforto inicial causado pelo sobrepeso da prótese, pela intervenção cirúrgica e pelas cicatrizes induzem a uma autoproteção corporal normal após uma cirurgia. Esta proteção poderá ocasionar compensações posturais que no futuro desencadearão cervicalgias (dores no pescoço) e lombalgias (dor na região lombar) crônicas se não forem tratadas.

O aumento do volume dos seios pode gerar hipercifose torácica e rotação interna dos ombros, principalmente se a prótese for colocada de forma submuscular (por baixo do músculo peitoral maior).

A cicatrização deste tipo de intervenção causa uma fibrose tecidual ao redor da prótese fazendo com que a musculatura fique retraída trazendo os ombros para frente. Outra queixa bem comum, é quando uma paciente acha que uma mama ficou maior que a outra, quando na verdade foi um desvio postural chamado escoliose (curvatura lateral da coluna) que já estava instalada na sua coluna.

O retorno dessa paciente ao exercício físico dura em média de 2 à 3 meses após a cirurgia podendo ainda assim apresentar limitações nas abduções de ombros.

Objetivos da aula:

- Alongar cadeia anterior

- Alongar o músculo Peitoral Maior

- Alongar a Musculatura do pescoço

- Mobilizar as colunas Cervical, Torácica e Lombar.

- Fortalecer o músculo rombóide, assim como o manguito rotador e o deltóide posterior.

- Trabalhar a consciência corporal e postural.

»
«

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>